laparoscopia

Laparoscopia: tudo que você precisa saber sobre o procedimento

A Medicina está em constante evolução, sendo um dos setores que mais inova tecnologicamente. Prova disso são os inúmeros novos procedimentos e equipamentos que surgiram nos últimos anos, como, por exemplo, o laparoscopio e a laparoscopia. 

Você já ouviu falar neste tipo de cirurgia? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, você irá conhecer os pontos mais importantes a respeito deste tema. Ficou interessado? Continue a leitura.

O que é a laparoscopia?

Trata-se de um tipo de procedimento cirúrgico minimamente invasivo que pode ser utilizado para diferentes situações. A técnica consiste na realização de pequenas incisões para a inserção de instrumentos e do laparoscópio, uma câmera de alta resolução que permite ao cirurgião visualizar imagens internas do paciente.

Ainda, o termo “laparoscopia” tem origem no grego “laparos” que significa abdômen, logo, em tradução livre pode ser entendido como “olhar dentro da cavidade abdominal”.Essa técnica surgiu na Europa no início do século XX, mas só começou a ser utilizada em cirurgias nos anos 80. 

Atualmente, a laparoscopia é utilizada por diferentes especialidades médicas, tais como, ginecologia, ortopedia, urologia e gastroenterologia. Essa ampliação do seu uso só foi possível graças aos diversos aprimoramentos pelos quais a técnica passou.

Como funciona?

Para passar por uma laparoscopia, o paciente recebe o tipo de anestesia indicada. Quando o paciente demonstra estar pronto para o procedimento, o cirurgião realiza uma pequena incisão a fim de possibilitar a passagem dos instrumentos cirúrgicos e da câmera.

Essa câmera transmite imagens internas do paciente para um monitor. O médico se guiará por essas imagens para conduzir a cirurgia. Em alguns casos, para facilitar a movimentação dos instrumentos, o paciente pode receber dióxido de carbono para distender a cavidade abdominal.

Quando esse tipo de cirurgia é aplicada?

A laparoscopia pode ser utilizada para diferentes finalidades, sendo comumente indicada na ginecologia e na urologia. A seguir, separamos algumas das situações em que esse tipo de cirurgia costuma ser mais aplicado:

  • tratamento para correção de diferentes tipos de hérnias;
  • investigação de tumores e nódulos, biópsias e diagnóstico de algumas doenças;
  • remoção de órgãos, principalmente em casos de câncer, como, por exemplo, na vesícula biliar, no apêndice, no pâncreas e em outros órgãos;
  • retirada ou reparação de órgãos do sistema digestivo, urinário e reprodutor feminino;
  • para a realização da cirurgia bariátrica, procedimento que promove a redução do tamanho do estômago e alteração do trânsito do intestino em pacientes obesos;

Quais são as vantagens da laparoscopia?

A principal vantagem da laparoscopia é a menor necessidade de abertura do paciente, sendo exigida apenas pequenas incisões. Em consequência disso, a técnica passa a oferecer outras vantagens importantes.

Por exemplo, risco reduzido de ocorrer infecções, pós-operatório mais rápido e tranquilo, menos dor e sangramento após a cirurgia, rápido retorno às atividades, menor tempo de internação e formação de pequenas cicatrizes depois do procedimento.

Enfim, como você pode perceber, a laparoscopia é uma técnica que traz uma série de benefícios, tanto para os pacientes quanto para os médicos. Isso porque, torna a cirurgia mais assertiva, reduzindo as chances de erros. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp