síndrome do intestino irritável

Síndrome do intestino irritável: sintomas, causas e tratamentos

Dor, desconforto abdominal, diarreia, constipação e cãibras. Você sabe o que esses sintomas têm em comum? Todos são provocados pela síndrome do intestino irritável (SII), condição que é constantemente confundida com intolerâncias alimentares.

Você já ouviu falar nessa condição? Sabe como ela é causada? Conhece os sintomas? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, responderemos a todas essas dúvidas.

O que é a síndrome do intestino irritável?

Trata-se de um distúrbio gastrointestinal que se caracteriza pela dor abdominal e alterações no trânsito intestinal sem uma causa orgânica aparente. Essa doença acomete cerca de 15% da população e é o problema mais diagnosticado por gastroenterologistas.

Ainda, a síndrome do intestino irritável costuma ser classificada como um distúrbio funcional. Isso porque prejudica o funcionamento das atividades normais do organismo, tais como a sensibilidade dos nervos intestinais e o movimento do intestino.

No entanto, mesmo afetando consideravelmente a qualidade de vida dos pacientes e provocando sintomas muito desconfortáveis, a SII não provoca inflamações ou lesões no intestino e nem tem relação com quadros de câncer intestinal.

Quais são os sintomas?

A síndrome do intestino irritável tem como principal característica a dor abdominal frequente. Porém, pode provocar outros incômodos, como:

  • alterações nas fezes;
  • sensação de inchaço;
  • excesso de gases no intestino;
  • cólicas;
  • muco nas fezes;
  • refluxo;
  • náuseas e azia.

O indivíduo também pode apresentar alterações no humor que são provocadas pelo desconforto psicológico relacionado à síndrome. Além disso, a perda ou aumento de apetite e do sono são outros sinais que podem ser manifestados.

Embora exista uma grande variedade de sintomas, eles variam de pessoa para pessoa. Geralmente, a diarreia ocorre com maior frequência que a constipação. Contudo, a situação inversa também pode ocorrer.

Como a síndrome do intestino irritável é causada?

A síndrome do intestino irritável pode ocorrer sem que haja nenhuma anormalidade identificável, causando alteração no funcionamento do intestino. Ainda não há uma comprovação dos fatores que dão origem a condição.

Neste sentido, acredita-se que seja uma doença provocada por diferentes fatores. Em muitas pessoas com SII, o trato digestivo é mais sensível a estímulos, fazendo com se incomodem com gases ou contrações que são naturais para outros indivíduos.

Ademais, a ingestão de grandes quantidades de calorias costuma ser um fator desencadeante da síndrome. Em alguns pacientes, existem determinados alimentos que agravam os sintomas. Já em outros casos, a velocidade da ingestão das refeições ou o período de jejum iniciam uma crise.

Por fim, acredita-se que haja uma forte relação da SII com estresse, ansiedade, medo, depressão, uso de laxantes e alterações hormonais. Porém, nem sempre estes fatores estão presentes, o que torna o seu diagnóstico um grande desafio.

Existe tratamento?

Por ser uma doença relacionada com diferente fatores, o tratamento difere de pessoa para pessoa. Quando provocada pela ingestão de alguns alimentos, eles devem ser retirados da dieta. Quando associada a fatores emocionais, deve-se buscar alternativas para controlá-los.

Além disso, o paciente precisa aumentar a ingestão de fibras e de água, principalmente se houver constipação. Ademais, a prática regular de atividades físicas contribui para o funcionamento regular do trato digestivo.

Portanto, com a leitura deste post, você conheceu as informações mais relevantes sobre a síndrome do intestino irritável. Ao primeiro sinal de constipação, diarreia e dor abdominal, converse com seu médico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp