litíase biliar

Litíase biliar: o que é?

A vesícula biliar é um pequeno órgão em forma de pêra no lado direito do abdômen, logo abaixo do fígado. Esse órgão contém um líquido digestivo chamado bile que é liberado no intestino delgado. Por sua vez, os cálculos biliares – ou litíase biliar – são depósitos endurecidos deste líquido digestivo que podem se formar na vesícula biliar. Os cálculos biliares variam em tamanho, que pode ir desde um grão de areia até a uma bola de golfe. 

Algumas pessoas desenvolvem apenas um cálculo biliar, enquanto outras desenvolvem muitos ao mesmo tempo. Pessoas que experimentam sintomas de seus cálculos biliares geralmente necessitam de cirurgia de remoção da vesícula biliar. Os cálculos biliares que não causam quaisquer sinais e sintomas normalmente não precisam de tratamento. 

Porém, se esse cálculo se alojar em um duto e causar um bloqueio, os sintomas podem incluir:

  • Dor súbita na porção superior direita do abdômen
  • Dor súbita no centro do abdômen, logo abaixo do esterno
  • Dor nas costas entre as omoplatas
  • Dor no ombro direito
  • Náusea ou vômito

A dor da litíase biliar pode durar vários minutos a algumas horas. Portanto, procure atendimento imediato se você desenvolver sinais e sintomas de uma complicação grave, como:

  • Dor abdominal tão intensa 
  • Amarelamento da pele e da parte interna (do branco) dos olhos
  • Febre alta com calafrios

Quais as causas da litíase biliar?

Ainda não está claro o que causa a litíase biliar. Acredita-se, porém, que ela pode aparecer quando:

  1. A bile contém muito colesterol. Normalmente, a bile contém substâncias químicas suficientes para dissolver o colesterol excretado pelo fígado, mas se o fígado excreta mais colesterol do que a bile pode dissolver, o excesso de colesterol pode se transformar em cristais e eventualmente em pedras.
  2. A bile contém muita bilirrubina. A bilirrubina é produzida quando o corpo quebra os glóbulos vermelhos. Certas condições fazem com que o fígado produza demasiada bilirrubina, incluindo cirrose hepática, infecções do trato biliar e certas doenças do sangue. O excesso de bilirrubina contribui para a formação de cálculos biliares.
  3. A vesícula biliar não esvazia corretamente. Se a vesícula biliar não esvaziar completamente ou com frequência suficiente, a bile pode se tornar muito concentrada, contribuindo para a formação de cálculos biliares.

Fatores que podem aumentar o risco de cálculos biliares incluem: 

  • ser mulher;
  • ter 40 anos ou mais;
  • estar com excesso de peso ou obesidade;
  • sedentarismo;
  • ser gestante;
  • ter uma dieta rica em gordura, colesterol e pobre em fibras; 
  • ter uma história familiar de cálculos biliares;
  • ter diabetes;
  • perder peso muito rapidamente;
  • tomar medicamentos que contenham estrogênio, como contraceptivos orais ou medicamentos de terapia hormonal e;
  • ter doença hepática.

Você pode reduzir o risco de  litíase biliar se:

  1. Não pular as refeições: tente manter as refeições normais todos os dias. Pular refeições ou jejum pode aumentar o risco de cálculos biliares.
  2. Perder peso de maneira “lenta” e natural: se precisa perder peso, vá devagar. Perda de peso rápida pode aumentar o risco de cálculos biliares. Tente perder cerca de 0,5 a 1 quilograma por semana.
  3. Manter um peso saudável: Obesidade e excesso de peso aumentam o risco de cálculos biliares. Trabalhe para alcançar um peso saudável, reduzindo o número de calorias ingeridas e aumentando a quantidade de atividade física praticada. Depois de atingir um peso saudável, trabalhe para manter esse peso, continuando uma dieta saudável e a se exercitar.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp