dificuldade para engolir

Dificuldade para engolir pode indicar problema digestivo

A disfagia não é uma doença propriamente dita. Ela é caracterizada pela dificuldade de engolir alimentos sólidos e líquidos e é considerada um sinal de alguma doença ou uma consequência de determinado procedimento. Por exemplo, quando se faz uma cirurgia na garganta, a disfagia é uma consequência esperada e se normaliza quando o pós-operatório é concluído. No entanto, quando a dificuldade de deglutição não decorre de algum procedimento envolvendo o trato gastrointestinal, ela é considerada um sintoma de alguma patologia. A sensação da disfagia se assemelha à  impressão de que o alimento está preso em determinada parte do sistema digestivo, já que ela pode acometer todo o trajeto da orofaringe até o esôfago. Embora a deglutição seja algo tão comum e pareça natural, o processo exige que o cérebro coordene a ação de diversos músculos situados na garganta e no esôfago. Então, qualquer coisa que atrapalhe esse mecanismo pode resultar em disfagia. As principais causas do problema se devem a distúrbios do cérebro ou do sistema nervoso, distúrbios dos músculos em geral e distúrbios no sistema digestivo. Desse último, porque é o  sintoma mais comum das doenças do esôfago, ainda mais, se vier acompanhado de regurgitação, soluço e odinofagia, que é a dor causada no momento da deglutição. Neste artigo separei as doenças gastrointestinais  mais comuns que causam esse sintoma. Acompanhe o artigo e saiba quais são elas.

Problemas digestivos que provocam dificuldades para engolir

Esofagite

Esse distúrbio se caracteriza pela inflamação da membrana que reveste o esôfago. É comum o paciente sentir dor ao comer e dificuldade para engolir os alimentos. Em alguns casos, o alimento pode inclusive ficar preso nessa estrutura. O tratamento é realizado com medicamentos e cirurgia, nas situações mais graves.

Câncer de esôfago

Esse tipo de tumor é raro, contudo é bem agressivo e de difícil tratamento. Existem fatores de risco que aumentam as chances de desenvolver a doença, como o tabagismo e refluxo gastroesofágico não controlado. Os sintomas principais desse câncer é a disfagia, azia, tosse e rouquidão.

Acalasia

Essa doença afeta o tubo alimentar atrapalhando o funcionamento do esfíncter esofágico inferior. Isso impede que o esôfago transporte o alimento para o estômago. Os principais sintomas incluem a dificuldade de engolir sólidos e líquidos, que vai progredindo com o tempo. Além disso, há regurgitação do alimento não ingerido.

Disfagia lusória

Essa é uma  condição congênita, caracterizada pela dificuldade de engolir decorrente da pressão exercida por um vaso sanguíneo de formação anormal. Pode passar muitos anos sem manifestar sintomas e nem sempre é necessário tratamento. Entretanto, o reparo cirúrgico em alguns casos é indicado.

Quando procurar um médico

Não são todas as situações que a disfagia é motivo de preocupação, como citado no início do artigo. Dependendo do caso, pode ser apenas uma sequela passageira. No entanto, quando se trata de um sintoma, é necessário buscar ajuda médica, principalmente se a dificuldade de engolir vier acompanhada de alguns sinais de alerta como: babar, sensação de bloqueio total do esôfago, perda de peso, dor ao engolir, tosse e engasgo. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp