cirurgia bariatrica

Mitos E Verdades Sobre A Cirurgia Bariátrica

A cirurgia bariátrica, ou gastroplastia, é um procedimento eficaz para o tratamento da obesidade mórbida ou grave. No entanto, optar por esse tratamento é uma decisão importante, pois exige comprometimento e disciplina do paciente.

Para ajudá-lo a sanar suas dúvidas sobre o procedimento e desmistificar os vários mitos encontrados na internet a respeito desta cirurgia, preparamos este post para explicar o que é verdade e o que é mentira dentre essas afirmações.

Qualquer pessoa pode fazer a cirurgia bariátrica

Mito. A cirurgia bariátrica é um procedimento complexo e delicado, pois envolve uma série de modificações no funcionamento do trato digestivo. Por isso, existem critérios a serem preenchidos e que foram estabelecidos pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Entre eles está o Índice de Massa Corporal (IMC) que precisa ser acima de 40 kg/m2 ou entre 35 e 40 kg/m2 com doenças associadas. Além disso, o paciente precisa ter tentado outras formas convencionais de tratamento durante 2 anos, sem ter obtido sucesso.

O paciente precisa de acompanhamento psicológico.

Verdade. Na maioria dos casos, a obesidade está relacionada a fatores psicológicos, como a compulsão alimentar e a depressão. Embora a cirurgia bariátrica promova a redução de peso, ela não é suficiente para manter o emagrecimento.

Assim, a fim de evitar que o paciente volte a engordar, o acompanhamento psicológico é imprescindível. Dessa forma, ele terá o suporte de um especialista para entender e controlar a sua compulsão.

As consultas com um psicólogo também são obrigatórias antes da realização do procedimento. O objetivo é avaliar se o paciente tem expectativas irreais com a cirurgia, se está estressado, deprimido ou com algum outro problema que prejudique o tratamento.

Quem faz a bariátrica não pode engravidar

Mito. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), é possível engravidar após passar pelo procedimento. No entanto, a paciente precisa aguardar, pelo menos, 2 anos para engravidar.

É possível ganhar peso após a cirurgia

Verdade. O maior percentual de perda de peso ocorre nos primeiros três meses após a cirurgia. Posteriormente, é esperado que o paciente recupere até 10% do peso final após o período de estabilização.

Entretanto, o ganho de peso pode ser ainda maior se o paciente não se comprometer com o tratamento e negligenciar as orientações médicas para o pós-operatório. Por isso, a participação do paciente no processo é fundamental.

Quem tem restrição alimentar não pode fazer a cirurgia bariátrica

Mito. Embora estejam mais suscetíveis a quadros de anemia, os pacientes que não ingerem proteína de origem animal conseguem ter uma alimentação balanceada após a cirurgia. Porém, é de extrema importância que sigam à risca as orientações nutricionais.

A cirurgia bariátrica tem um risco maior que de outros procedimentos

Mito. Assim como ocorre com outras cirurgias, existem riscos de complicações. Na cirurgia bariátrica, o paciente está sujeito aos mesmos problemas. Porém, estima-se que apenas em 4% dos procedimentos ocorrem complicações leves ou graves.

Além disso, o paciente recebe todas as orientações médicas necessárias para evitar as complicações, tais como, não levantar peso, não fazer esforços excessivos e nem outras atitudes que atrapalhem o desenvolvimento da região abdominal.

Então, com a leitura deste post, você conheceu algumas das informações mais compartilhadas sobre a cirurgia bariátrica e já sabe identificar o que é mito e o que é verdade. Para evitar o risco de receber informações falsas, procure apenas por fontes confiáveis.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp