vias biliares

Câncer de vias biliares: causas, sintomas e tratamentos

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de vias biliares é o sétimo tipo mais comum dessa doença, sendo a segunda maior causa de morte por câncer no mundo. O prognóstico do paciente é melhor quando o diagnóstico é precoce.

Para isso, é importante conhecer mais sobre a doença e estar atento à presença de sintomas. Então, preparamos este post para explicar tudo sobre esse tipo de câncer.

O que é o câncer de vias biliares?

Trata-se da multiplicação acelerada e descontrolada de células tumorais nos canais que conduzem a bile do fígado para a vesícula e intestino. Em consequência disso, formam tumores que obstruem esses ducto, prejudicando o funcionamento do organismo.

Ainda, o câncer de vias biliares pode acometer pessoas de qualquer gênero ou idade, mas é mais comum a partir dos 60 anos. Por isso, recomenda-se que indivíduos que já estejam nessa faixa etária façam acompanhamento médico frequente.

Quais são as causas?

O câncer de vias biliares não possui uma causa específica. Porém, existem fatores de risco que aumentam as chances de uma pessoa desenvolvê-lo. Esses fatores são:

  • tabagismo: a toxicidade dos componentes do cigarro podem provocar um grande número de doenças, inclusive esse tipo de câncer;
  • doenças hepáticas ou intestinais: a recorrência de inflamações no fígado ou no intestino também contribuem para o desenvolvimento de um tumor, como é o caso da colangite esclerosante e a cirrose;
  • diabetes: o diabetes descompensado torna uma pessoa mais suscetível ao câncer de vias biliares;
  • fatores genéticos: quem tem histórico familiar da doença precisa iniciar o acompanhamento preventivo o quanto antes;
  • consumo de bebidas alcoólicas: a ingestão acentuada de álcool também aumenta consideravelmente o risco de desenvolver um tumor na região.

Quais são os sintomas mais comuns?

Os sintomas de câncer de vias biliares não são específicos, o que faz com que seja confundido com outras patologias. Além disso, nem sempre são manifestados nos primeiros meses, o que torna o diagnóstico precoce um desafio.

Entre os sintomas mais recorrentes dessa doença estão a icterícia, perda de peso sem causa aparente, dor na parte direita do abdômen, alteração na coloração da urina e das fezes, perda de apetite, enjoo. coceira generalizada, inchaço abdominal e febre.

Como é o tratamento?

A principal forma de tratamento deste tipo de câncer é a cirurgia para remoção do tumor e dos gânglios linfáticos. Dessa forma, é possível evitar o espalhamento para outros órgãos. Quando o câncer está localizado na parte das vias biliares que ficam no fígado, pode ser necessário remover parte deste órgão.

Ademais, diferente de outros cânceres, a radioterapia e a quimioterapia não são a primeira linha de tratamento, sendo indicadas apenas em quadros graves com o objetivo de amenizar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Portanto, se você faz parte do grupo de risco do câncer de vias biliares ou apresenta sintomas comuns ao quadro, mantenha uma rotina de visitas ao médico como medida preventiva.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp